Vik Muniz e os catadores de lixo de Gramacho





















a
a
Vik Muniz dá aula hoje (26/08/2009) para os catadores de lixo de Gramacho, onde produziu sua série de fotos mais famosa. Ele é patrono do curso de gestão ambiental e de cooperativas. O aterro vai ser desativado e os catadores perderão a fonte de renda.

Como foi escrito na postagem anterior, se ainda não há coleta seletiva próximo a você, separe, ao menos, o que for material plástico e dê para um catador. Sempre tem um passando na rua ou próximo a sua casa. Agora, mais do que nunca, eles vão precisar deste ato e você também estará contribuindo com a preservação do meio ambiente.
a

Reciclagem inteligente de garrafas pet

Com um mercado em crescimento acelerado nos últimos anos, as embalagens pet tomaram conta do setor de envasamento. É na forma de garrafas de refrigerante que elas são mais conhecidas, mas o polietileno tereftalato – a resina termoplástica que compõe o pet – pode ser reciclado e empregado em diferentes funções, como, por exemplo, a fabricação de cadeiras, tapetes, linhas, cordas, vassouras, escovas de dente e travesseiros.Sempre que uma nova utilidade é encontrada para o pet, o meio ambiente agradece, afinal o mundo produz em torno de 7 milhões de toneladas ao ano desse plástico cuja expectativa é de 400 anos para se degradar em aterros sanitários.
1
Por isso, não joguem suas garrafas pet no lixo.
Se ainda não é possível fazer a coleta seletiva
em seu bairro, dê as garrafas para um catador.
Ele agradece, o meio ambiente agradece e
elas ainda podem virar camisetas.
Reciclagem inteligente!


O uso das garrafas pet na confecção de camisetas

O tecido tem a mesma qualidade e resistência do algodão e a malha é super confortável;

• A garrafa que ia para o lixo vira matéria prima para fabricação da malha, diminuindo a utilização de biocombustível;

• A reciclagem diminui a poluição, pois cada garrafa PET demora em torno de 450 anos para biodegradar;

• Geração de emprego para comunidades carentes. (Calcula-se que mais de 200 mil famílias vivem da captação de produtos recicláveis);

• A camiseta PET agrega valores para toda a sociedade pois incentiva o consumo sustentável.

Acesse o site: http://www.camisetafeitadepet.com.br/ e confira esta iniciativa.

Saco é um saco.

A campanha Saco é um saco é uma iniciativa do
Ministério do Meio Ambiente, com apoio da rede de supermercados Wal-Mart, que quer chamar a atenção do cidadão brasileiro para o enorme impacto ambiental de um hábito aparentemente inofensivo: pegar sacos e sacolas plásticas.
Os sacos e sacolas plásticas são produzidos a partir do petróleo ou gás natural, dois tipos de recursos não-renováveis. O impacto das sacolinhas começa aí: como consumimos sacolinhas aos bilhões em todo o mundo, e sendo elas descartáveis, a pressão por esses recursos naturais não para de aumentar. Depois de extraído, o petróleo passa pelo refino, que emite gases de efeito estufa e afluentes.

Saiba mais lendo o restante deste texto em:
http://blog.mma.gov.br/sacolasplasticas/a-campanha/

Vamos fazer a nossa parte.

Um bom começo é utilizar o princípio dos 3 Rs - Reduza, Reuse, Recicle.


Utilizar menos embalagens,

Reaproveitar as sacolas plásticas, optar pelas que não causem tantos danos ambientais e

Reciclá-las.

Saco é um saco. Pra vc, pra cidade,
pro planeta e pro futuro.

Mas o que eu faço com as sacolas plásticas que recebo?

Ainda que separemos nosso lixo corretamente, vamos precisar de sacos plásticos para acondicionar os resíduos orgânicos e o lixo de banheiro.
Se você puder optar pelos sacos de lixo reciclados, ótimo! Se não puder, não tem problema usar as sacolas plásticas.

O que importa é reduzir o consumo, usar de maneira consciente.

Reduza seu consumo de sacolas plásticas, use sacos de lixo reciclado, separe seus materiais recicláveis e exija de sua prefeitura a estruturação de um sistema de coleta seletiva. A solução é trabalhosa - exige que mudemos nossos hábitos frente ao lixo que geramos - mas só será construída com o envolvimento de cada um e de todos nós.

Saiba mais em: http://blog.mma.gov.br/sacolasplasticas/blog/2009/07/01/sacolas-plasticas-e-lixo/

Agora, sobre os sacos de lixo.

Você sabia que muitos sacos de lixo são fabricados com material reciclado? Pois é!
As sacolas plásticas não podem ser confeccionadas com material reciclado por determinação da ANVISA, por que entram em contato com alimentos. Assim, cada sacolinha é uma nova sacolinha, feita de matéria-prima virgem. Já os sacos de lixo não têm esse problema e muitas empresas fazem sacos de lixo com material reciclado.
Ser feito de material reciclado é um ganho ambiental significativo. Os sacos de lixo são fabricados a partir de resíduos plásticos pós-consumo e aparas pré-consumo (aquelas que ficam no chão da fábrica ou produtos defeituosos). Ou seja, usando sacos de lixo de material reciclado você ajuda a diminuir a pressão sobre recursos naturais não-renováveis (petróleo e gás natural, do que é feito o plástico) e a diminuir a quantidade de resíduos despejados na natureza.

Saiba mais em: http://blog.mma.gov.br/sacolasplasticas/blog/2009/07/01/sacolas-plasticas-e-lixo/

E VIVA AS ECO BAGS!

Você é o que você faz!

É preciso fazer algo. Se nos unirmos,
é possível fazer muito.
O que você está esperando?

O mundo produz sacolas plásticas desde a década de 1950. Como não se degradam facilmente na natureza, grande parte delas ainda vai continuar por mais de 300 anos em algum lugar do planeta.
Calcula-se que até UM TRILHÃO de sacolas plásticas são produzidas anualmente em todo o mundo. O Brasil produz mais de 12 bilhões todos os anos e 80% delas são utilizadas uma única vez.
Sacolas plásticas são leves e voam ao vento. Por isso, elas entopem esgotos, bueiros causando enchentes. São encontradas até no estômago de tartarugas marinhas, baleias, focas e golfinhos mortos por sufocamento.
Várias redes de supermercados do Brasil e do mundo já estão sugerindo o uso de caixas de papelão e colocando à venda sacolas de pano ou de plástico duráveis para transportar as mercadorias.
SACOLAS PLÁSTICAS DESCARTÁVEIS SÃO GRATUITAS PARA OS CONSUMIDORES, MAS TÊM UM CUSTO INCALCULÁVEL PARA O MEIO AMBIENTE. PENSE NISSO!
Fonte: Instituto Akatu pelo Consumo Consciente

Planeta sustentável


Está com sede?

Caminhada fotográfica

video

Este é um pequeno exemplo do que acontece com o lixo nas ruas próximas ao Colégio Estadual Alexander Graham Bell.

O trecho percorrido foi desde a estação de trem de Jardim Primavera, uma das vias de acesso ao bairro, passando por algumas ruas próximas até chegar a rua onde fica o nosso colégio.

O objetivo deste vídeo é alertar as pessoas para uma situação que pode ser resolvida, mas que se ninguém começar a tendência é só piorar.

Assista e reflita. Você é nosso convidado!

Nosso jornal mural já tem identidade!


Fique atento, toda vez que você olhar para esta imagem em um mural é porque temos um recado para você.

A sua participação e colaboração é muito importante para a implantação da Agenda 21 em nosso colégio.

Vamos construir juntos um lugar melhor para vivermos e convivermos.

Aguardamos você!


A Agenda 21 é um programa de ação para todo o planeta. Ela tem 40 capítulos, que mexem com tudo, do ar ao mar, da floresta aos desertos, propõe até estabelecer uma nova relação entre países ricos e pobres. Na Agenda 21, como em qualquer agenda, estão marcados os compromissos da Humanidade com o século XXI, visando garantir um futuro melhor para o planeta, respeitando-se o ser humano e o seu ambiente

Como tudo começou:
Em 1992, realizou-se a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio-Ambiente e Desenvolvimento. Nesse encontro, realizado no Rio de Janeiro, reuniram-se mais de 170 países para juntos estabelecerem metas, visando ao desenvolvimento sustentável do planeta.

O que é desenvolvimento sustentável?
A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.
Além desse compromisso global, os países participantes da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio-Ambiente e Desenvolvimento decidram criar Agendas 21 Nacionais e propor que todos os municípios, bairros e comunidades realizassem Agendas 21 Locais. A Agenda 21 Brasileira tem 21 objetivos que buscam tornar o nosso país um exemplo de proteção da natureza, fortalecendo a economia e a justiça social.Agora chegou a nossa vez de elaboramos os compromissos para a nossa Agenda 21.

E o que é ELO-21?
A partir do momento que decidimos pela criação de uma Agenda 21 Escolar, precisamos identificar quais os problemas que tentaremos combater, como iremos fazer isso e quem poderá nos ajudar. Este é o objetivo de um ELO-21 - Espaço Livre de Organização de Ações Sócio-Ambientais, reunir todos que apoiem a iniciativa, para juntos debatermos problemas, estratégias e soluções para realizarmos ações sócio-ambientais que façam a diferença em nossa comunidade

Contamos com a ajuda de todos, pois a equipe do Colégio Estadual Alexander Graham Bell, interessada em criar a Agenda 21 Escolar e inspirada pelo movimento "We are what we do" ("Nós somos o que fazemos"), cuja filosofia é:
acredita que juntos conseguiremos. Então, vamos em frente e mão na massa!

Para maiores informações, entre em contato através do nosso e-mail:
elo21ceagb@gmail.com ou consulte a nossa lista de links e blogs ao lado. Vamos lá, você está apenas a um clique de fazer parte deste movimento.
Bibliografia:
Educação Ambiental e Agenda 21 Escolar - Formando Elos de Cidadania - Livro do Professor
Organizado por Marilene de Sá Cadei
Sites: